Eu sou Nádia Campos, Psicóloga graduada pela Universidade de Uberaba, com Formação em Terapia Comunitária pela Interface/SP.
Meu trabalho sempre esteve ligado a área social e comunitária, o que me possibilitou adquirir uma boa experiência no atendimento psicoterápico, devido à diversidade dos "casos" atendidos.  Hoje trabalho no atendimento às pessoas que por algum motivo estão impossibilitados de se encaminharem a alguma clínica de psicologia, trabalho este denominado Home Care, ou seja, trabalho com  o Atendimento Psicológico Domiciliar, e paralelamente a este realizo Grupos de Terapia Comunitária.

34-3261-1666
34-9665-5330
Email:
nadiacamp@yahoo.com.br

"...muitos de nós se desiludem da realidade,considerando-a cruel,mas o que não percebem é que são nossos sonhos ideológicos e fanTasiosos que apagam a beleza da realidade..."

 

 

Livros:

Porque escolhi você? Autor: Steve Biddulph e Shaaron Biddulph


Quem me roubou de mim? Autor: Pe. Fabio de Melo

  - 21/03/2010 a 27/03/2010
-
24/01/2010 a 30/01/2010
-
10/01/2010 a 16/01/2010
-
03/01/2010 a 09/01/2010
-
27/12/2009 a 02/01/2010
-
13/12/2009 a 19/12/2009
-
06/12/2009 a 12/12/2009
-
29/11/2009 a 05/12/2009
-
15/11/2009 a 21/11/2009
-
08/11/2009 a 14/11/2009
-
25/10/2009 a 31/10/2009
-
11/10/2009 a 17/10/2009
-
04/10/2009 a 10/10/2009
-
20/09/2009 a 26/09/2009
-
13/09/2009 a 19/09/2009
-
06/09/2009 a 12/09/2009
-
30/08/2009 a 05/09/2009
-
23/08/2009 a 29/08/2009
-
09/08/2009 a 15/08/2009
-
02/08/2009 a 08/08/2009
-
26/07/2009 a 01/08/2009

     

 



Supérfluo e Necessário

 

 

Uns queriam um emprego melhor;
outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta;
outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena;
outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos;
outros, ter pais.

 

 Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo; outros, ter pés.

 

 Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo;
outros, apenas o necessário.
Há dois tipos de sabedoria: a inferior e a superior.
A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe

e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.

 

 Tenha a sabedoria superior.
Seja um eterno aprendiz na escola da vida.
A sabedoria superior tolera, a inferior julga;
a superior alivia, a inferior culpa;
a superior perdoa, a inferior condena.

 

Tem coisas que o coração
só fala para quem sabe escutar!

 

Que possamos estar sempre atentos aos sinais
e saber o que realmente se faz necessário.

 

                                   Chico Xavier

 

 

 









Desiderata

Max Ehrmann

 

 

 

Siga tranqüilamente, entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio.

Tanto quanto possível, sem humilhar-se viva em harmonia com todos os que o cercam.

Fale a sua verdade mansa e claramente, e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, eles também tem sua própria história.

 Evite as pessoas agressivas e transtornadas, elas afligem o nosso espírito.

Se você se comparar com os outros, você se tornará presunçoso e magoado, pois haverá sempre alguém inferior e alguém superior a você.

Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui; e mesmo que você não possa perceber, a Terra e o Universo vão cumprindo o seu destino.

Viva intensamente o que já pode realizar, mantenha-se interessado em seu trabalho, ainda que humilde, ele é o que de real existe ao longo de todo o tempo.

Seja cauteloso nos negócios, porque o mundo está cheio de astúcia, mas não caia na descrença, a virtude existirá sempre.

Muita gente luta por altos ideais, em toda parte a vida está cheia de heroísmo.

Seja você mesmo, principalmente não simule afeição nem seja descrente do amor, porque mesmo diante de tanta aridez e desencanto ele é tão perene quanto a relva.

Aceite com carinho o conselho dos mais velhos, mas também seja compreensivo aos impulsos inovadores da juventude, alimente a força do espírito que o protegerá no infortúnio inesperado; mas não se desespere com perigos imaginários, muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

E a despeito de uma disciplina rigorosa seja gentil consigo mesmo. Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui; e mesmo que você não possa perceber a terra e o universo, vão cumprindo o seu destino.

Portanto esteja em paz com Deus, como quer que você o conceba e quaisquer que sejam os seus trabalhos e aspirações, da fatigante jornada pela vida, mantenha-se em paz com sua própria alma.

Acima da falsidade, do desencanto e agruras, o mundo ainda é bonito. Seja prudente.

FAÇA TUDO PARA SER FELIZ !!!









A Força do Pensamento

 

 

Imagine que tudo aquilo que existe no mundo concreto já foi antes idealizado, pensado por alguém.

Quer ver?

Observe os objetos ao seu redor. Os quadros, móveis...

A cadeira por exemplo. Antes de existir, essa cadeira foi pensada por alguém. O marceneiro pensou: "vou construir uma cadeira assim, feita de pinho ou de imbuia, depois vou envernizar..." aí fez a cadeira.

Veja a comida de ontem no jantar... A pessoa que a cozinhou pensou antes: "hoje vou fazer arroz, feijão, uma saladinha e um bife...ou um picadinho".

Então tudo foi pensamento, tudo foi idéia antes de existir.

Como é que você faz quando vai tirar férias? Diz mais ou menos assim: "bem, vou sair em janeiro, porque as crianças também estão de férias e a gente aproveita pra passar o verão na praia". Ou então: "vou aproveitar as férias para ir visitar o meu povo lá no interior, na fazenda".

Então chega o dia das férias e você faz aquilo que planejou, aquilo em que pensou antes.

Aquelas férias só existem na realidade concreta porque existiram antes dentro da sua cabeça.

Primeiro, elas têm que ser idéia, pensamento, para depois se tornar realidade.

Quando você não planeja suas férias, elas não acontecem e você diz assim: "mas que coisa! Minhas férias acabaram e eu não fiz nada".

Não fez porque não planejou, porque não pensou antes, não criou antes dentro da sua cabeça.

Tudo o que existe no mundo é assim.

Tem de ser pensado antes, tem de ser concebido, criado primeiro dentro da mente.

Nesse processo de criar, de planejar o futuro, você usa a todo vapor a sua inteligência, a sua capacidade de visualizar, a força do pensamento!

Eis a chave que permite decifrar o grande segredo do universo: aprender a usar as habilidades da mente para superar os problemas do dia-a-dia, sempre procurando novas formas de tornar a vida mais agradável.

O cérebro é como um tear encantado, no qual podemos tecer nosso futuro da forma que quisermos.

É preciso iniciar essa construção, é preciso se empenhar nesse processo criativo, estabelecer essa conexão energética com a fonte da vida universal e encher o seu mundo de beleza e harmonia e realizações.

Tudo na vida depende de você. Se encarar as coisas com dificuldade, certamente elas se tornarão mais difíceis de serem vencidas. Deixe que a força interior que existe dentro de você se sobressaia, se imponha. Essa força fará de você uma pessoa mais ativa, mais combatente, mais lutadora. E o que é a vida senão uma eterna luta?

Se você é daquelas pessoas que diante do primeiro obstáculo retrocedem, sinto dizer, mas está agindo erradamente. Se você realmente quer alguma coisa, lute, tente quantas vezes forem necessárias. Se não deu certo a primeira vez, tente outra. Não deu certo a segunda vez? Mude de tática! Persistir é a palavra-chave da conquista!

Existe uma força que comanda nossa vida, mas uma lei superior dará a palavra final. tenha sempre em mente que quanto mais leal e honesta for consigo mesma, mais facilmente você vencerá a batalha da existência. Tudo o que acontece na vida não é por acaso. É preciso coragem e força para encarar a missão que te espera.

"Nunca desanime quando os seus esforços forem em vão pois até o sol, ao nascer, dá um belo espetáculo mas, quase sempre, encontra a platéia dormindo!"

 









Erga-se!

                                                                          © Letícia Thompson

 


Sabe aquele momento que a gente pensa que chegou no limite das próprias forças e que não vai mais conseguir avançar? Quando não contemos as lágrimas (e nem devemos!) e tudo parece um grande vazio...


Esse momento que, não importa a nossa idade, pensamos que já é o fim... e um desânimo enorme toma conta da gente...

Esse momento, ao contrário do que parece, é justamente o ponto de partida!!!

Se chegamos a um estado em que não avançamos mais, é que devemos provavelmente tomar uma outra direção.

Quando chegamos a esse ponto de tal insatisfação é sinal de que alguma coisa deve ser feita.

Não espere que os outros construam pra você, planeje e faça! Você é responsável pelos próprios sonhos e pela realização destes. Nas obras da vida não precisamos de arquitetos para planejar por nós. Com um pouco de imaginação e um muito de boa vontade podemos reconstruir sozinhos a casa que vamos morar e o futuro que nos oferecemos.

É humano se sentir fragilizado às vezes e mesmo necessário para que tenhamos consciência que não somos infalíveis, não somos super-heróis, mas seria desumano parar por aí. E injusto. Para os outros, mas principalmente para consigo mesmo.

Recomeçar é a palavra! Recomeçar cada vez, a cada queda, a cada fim de uma estrada! Insistir!...

Se alguém te feriu, cure-se!

Se te derrubaram, levante-se!

Se te odeiam, ame!

Erga-se! Erga a cabeça!

Olhando pra baixo só podemos ver os próprios pés. É preciso olhar pra frente.

Plante uma árvore, faça um gesto gentil, tenha um atitude positiva. É sempre possível fazer alguma coisa!

Não culpe os outros pelas próprias desilusões, pelos próprios fracassos. Se somos nossos próprios donos para as nossas vitórias, por que não seríamos para as nossas derrotas?

Onde errou, não erre mais! Onde caiu, não caia mais! Se você já passou por determinado caminho, deve ter aprendido a evitar certas armadilhas.

Então, siga!

Não se esqueça de uma grande promessa feita na Bíblia:

"Esforça-te e eu te ajudarei."

Dê o primeiro passo... depois caminhe!!!

Tenho certeza que a felicidade não mora ao seu lado, nem à sua frente, ela está junto de você!


Descubra-se, faça-se feliz e tenha um lindo dia!









Feliz Olhar Novo!
(Carlos Drumond de Andrade)

 

 


O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se a receita da felicidade fosse o AQUI e o AGORA.
Claro quer a vida prega peças.
É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais...
Mas, pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia?
Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho?
Quero viver bem.
O ano que passou foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões.
Normal!
Às vezes se espera demais das pessoas.
Normal!
A grana que não veio o amigo que decepcionou o amor que machucou.
Normal!
Este ano não vai ser diferente.
Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem a sua personalidade que nem sempre a gente deseja, mas e daí?
Fazer o que?
Acabar com o seu dia?
Com um bom humor?
Com sua esperança?
O que eu desejo para todos nós é sabedoria!
E que todos saibamos transformar tudo em uma boa experiência!
Que todos consigam perdoar o desconhecido, o mal educado.
Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim...
Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para a categoria três, a dos amigos...
Ou mude de classe, transforme-o em colega.
Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.
O nosso desejo não se realizou? Beleza, não tava na hora, não deveria ser a melhor coisa para esse momento.
(Me lembro sempre de um lance que adoro)
CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE!
Chorar de dor, de solidão, de tristeza faz parte do humano.
Não adianta lutar contra isso.
Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.
Desejo para todo mundo esse olhar especial.
Este ano pode ser um ano especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmo e dermos a volta nisso.
Somos fracos, mas podemos melhorar.
Somos egoístas, mas podemos entender o outro.
Este ano pode ser o máximo, maravilhoso, lindo espetacular.
Pode ser puro orgulho!
Depende de mim, de você!
Pode ser.
E que seja!

FELIZ OLHAR NOVO!

Feliz 2010!!









O que eu quero experimentar em 2010?

Por Luiza Lopes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avaliar e refletir sobre o resultado do ano de 2009, perceber o saldo que restou desses 365 dias que nos foi concedido pela existência é uma prática comum que acontece entre as pessoas neste momento de passagem de ano.

 

Fazer esse balanço é avaliar os prós e contras, os pontos positivos e não positivos, os ganhos e aprendizados que tivemos no decorrer deste ano que se finda.

 

Saber onde estamos e assumir responsabilidade sobre as nossas escolhas é o primeiro passo antes de traçarmos as próximas metas. Onde estamos hoje é conseqüência das escolhas que fizemos anteriormente. A partir dessa avaliação cuidadosa é importante saber onde quero chegar qual o resultado que pretendo ter em 2010.

 

Posso planejar o próximo ano, traçar e me alinhar com metas certas e ousadas com a certeza que posso conquistá-las. Alinhamento pessoal significa estar em concordância com um objetivo e trabalhar em direção a ele . Quando estamos incertos de nossas direções e objetivos, tendemos a agir de modo desalinhado e não chegamos a lugar nenhum.

 

Aprender a se perguntar: “Onde estou hoje?”, “Para onde estou indo?”, “O que eu faço me leva aos meus objetivos ou me distancia deles?” Implica em ampliar a percepção de si mesmo e perceber o resultado de suas ações. Se não estou feliz com o resultado que estou obtendo, devo mudar o que estou fazendo.

 

Deixar claro para sua mente o que você quer, clarear o Estado Desejado, definir onde você quer chegar é uma forma de fazer um sonho virar realidade. Caso contrário continuaremos repetindo as mesmas coisas e obtendo os mesmos resultados insatisfatórios.

 

Nossas escolhas podem sempre ser revitalizadas. Colocar a atenção no foco e perceber os recursos internos necessários para atingir a meta, ao invés de avaliar somente a situação externa, nos leva a nutrir o nosso propósito.

 

Lançar mão das nossas qualidades internas. Estar em contato com nossa auto confiança, determinação e força trará certamente mais encorajamento e competência para atingirmos nossas conquistas e realizações. Quando não contamos com esses recursos, desconectamos de nossa força interna e enfraquecemos nossa meta.

 

Experimente se perguntar: “Onde está minha atenção?”, “Eu estou dando importância ao que realmente é importante?”, “Isso me leva lá ou me tira do caminho? Para lidar com a pressão externa é importante focar nossa força interna e lembrar que tudo que precisamos para ser feliz nós já temos. A mesma força que nos faz sonhar poderá ser canalizada para a realização do sonho.

 

É importante equilibrar a razão e a emoção. Da mesma forma que um passarinho não voa com uma asa só, nós precisamos do Q.I, Quociente intelectual e do Q.E Quociente Emocional, para darmos sentido ao nosso viver. A razão (Q.I), o avaliar os recursos externos, calcular, fazer conta é tão importante quanto o sonhar (Q.E) investir no nosso lado intuitivo, dar asas à imaginação e acreditar. Isso é essencial.

 

Procure abraçar o seu verdadeiro querer. Permita-se sonhar e sonhe alto. Muitas vezes, as respostas que buscamos fora de nós estão dentro, na nossa fonte criativa e amorosa.

 

Tudo que foi criado pelo homem, um dia foi sonhado, imaginado por ele.

 

Quando aprendemos a focar o nosso ideal, nos sentimos confiantes, abrimos um caminho de oportunidades para o sucesso . A nossa maior dificuldade na vida não é atingir nossas metas e sim, defini-las. Saber com clareza o que queremos internamente e colocar a atenção neste foco, caminhar em direção a ele e manter uma crença fortalecedora de merecimento, é uma habilidade que pode ser desenvolvida.

 

Faça a sua parte!

Construa o 2010 que você quer e merece

e eu vou procurar fazer o mesmo.

SEJA FELIZ!!









Uma Lista Diferente

por Fernanda Lopes

adaptação Nádia Campos

 

  

 

 

 

  

Em meio a tantas listas

que provavelmente você esteja fazendo para o seu fim de ano.

Em meio a esse clima de mudanças que vem surgindo,

proponho a fazermos algumas listas diferentes:

 

 

1) A LISTA DOS SEUS DESAFETOS

 

Isso mesmo! Talvez tenha muita gente que você tenha deixado pra trás na vida, simplesmente porque não atenderam as suas expectativas. E muitos destes estão dentro da sua própria família e talvez apenas seja necessário um pouco mais de empenho de sua parte. Conversar, ouvir, aproximar e perceber em cada pessoa um ser especial, assim como você. Afinal, eu pergunto: o que lhe faz melhor do que esta pessoa? Com qual base, você está julgando isso?

 

Aproxime-se. Dê uma flor para quem um dia lhe causou dor. Transforme as coisas.

 

Perceba quantas pessoas que não conseguiram se expressar pra você do jeito que você esperava, mas do seu próprio jeito, com sua própria bagagem material, emocional e espiritual. Assim, como você sempre faz!

 

Seja solidário! Tenha compaixão em seu peito e liberte você mesmo de sentimentos que não lhe ajudam a crescer e ajudar as pessoas.

 

Faça uma lista e pergunte-se:

 

- Quem ainda hoje lhe perturba internamente?

- Quem lhe desperta sentimentos de raiva, angústia,mágoa, inveja, culpa, medo?

- De quem você não consegue se aproximar novamente? E por que?

 

E lembre-se:

 

Não faça as pessoas maiores do que são elas são iguais a você.

Tenha coragem de resolver seus desafetos. Faça sua parte.

Trabalhe seu interior, mas mais do que isso, contate as pessoas que precisam que você o faça.

Perdoe e não espere o amanhã pra fazer isso.









Continuação: Uma Lista Diferente

 

 

 2) “AQUEÇA” AS PESSOAS

 

Faça uma lista de pessoas que você é verdadeiramente grato e pergunte-se:

 

Eu estou aquecendo estas pessoas?

Estou cultivando diariamente o jardim das pessoas que me amam?

Estou dando tempo suficiente para ouvi-las, para estar presente, para dar um presente (que não é só no fim do ano ou no aniversário)?

Eu sou capaz de dizer obrigado, a falar do meu amor e mudar o dia delas com minha energia de alegria?

 

Faça uma lista do que poderia fazer e talvez ainda não esteja fazendo a estas pessoas.

Esqueça os valores monetários, eu falo sobre o que você poderia fazer com o seu coração, sendo apenas você, sem nada nas mãos

 

Pergunte-se! E faça!









Continuação: Uma Lista Diferente

 

 

3) DEIXANDO PARA TRÁS

 

E por fim a sugestão de fazer uma lista do que você pode deixar pra trás, de tudo o que não lhe ajuda emocionalmente,

que atrasa sua evolução e  não tem mais utilidade.

 

Seja sincero com você mesmo. Reconheça-se agindo e reagindo na vida.

Perceba quantas coisas ainda existem a trabalhar em si mesmo.

Perceba que as listas de presente para os outros não são por vezes as mais importantes, se estes não são pra fazer diferença no coração delas.

 

Cultive tesouros em seu coração. Cultive tesouros no coração das pessoas.

 

E neste Natal celebre o nascimento de um novo ser dentro de você, não como um passe de mágica - realizando suas próprias mudanças, ma, como um trabalhador sincero em si mesmo, disciplinando seus hábitos, revendo crenças e valores.

 

 Existem muitas pessoas que poderiam ser tocadas por seus gestos.

Às vezes você toca um desconhecido, mas é incapaz de tocar um conhecido. Observe seus vizinhos, seus companheiros de trabalho, seus familiares e seus amigos. Observe-os todos como um Ser único e Divino, que só precisam de amor.

 

 Seja a compaixão, e não a arrogância. Ou seja, não faça nada que seu coração não esteja pronto, mas sim, dedique-se a preparar seu coração para os reencontros na vida!

 

Só o amor transforma tudo. Só o ego e a vaidade destroem!

 

Esforce-se. Aplauda suas vitórias interiores.

Tenha um gesto nobre por você mesmo e não para provar a ninguém! Sei que você pode!

 

Que você possa virar o ano não com uma lista de promessas, mas sim, com coisas realizadas, que valeram verdadeiramente a pena!

 

Reflita....

 









Dez Mandamentos Seculares

 

 

 

 

Domine a sua fala.

Diga sempre menos do que pensa.

Cultive uma voz baixa e suave.

 

Pense...

Antes de fazer uma promessa e depois não a quebre,

não importa o quanto lhe custe cumpri-la.

 

Nunca...

Deixe passar uma oportunidade para dizer uma coisa meiga

e animadora a uma pessoa ou a respeito dela.

 

Tenha...

Interesse nos outros - em suas ocupações, em seu bem-estar, seus lares e família.

Seja sempre alegre com os que riem e lamente com os que choram.

Aja de tal maneira que as pessoas com quem encontrar

sintam que você lhes dispensa atenção e lhes dá importância.

 

Seja alegre.

Conserve-se sorrindo. Ria das histórias boas e aprenda a contá-las.

 

Conserve...

A mente aberta para todas as questões de discussão.

Investigue, mas não argumente.

É próprio das grandes mentalidades discordar

e ainda conservar a amizade do seu oponente.

 

Deixe...  

Que suas virtudes falem por si mesmas

e recuse a falar das faltas e fraquezas dos outros.

 Condene murmúrios. Faça uma regra de falar só coisas boas dos outros.

 

Tenha...  

Cuidado com os sentimentos dos outros.

Gracejos e críticas não valem a pena

e freqüentemente magoam quando menos se espera.

 

Não... 

Faça questão das observações más a seu respeito.

Viva de modo que ninguém as acredite.

 

Não... 

Seja excessivamente zeloso dos seus direitos.

Trabalhe, tenha paciência, conserve-se calmo, esqueça-se de si mesmo

e receberá a recompensa.

 

"A passagem do tempo deve ser uma conquista e não uma perda."









MUDAR
 


Como é bom mudar o trajeto do trabalho de vez em quando, mudar o tipo de roupa que costumamos usar, mudar o corte e a cor do cabelo, mudar a disposição dos móveis da casa, mudar a alimentação e experimentar algo novo, sentar em um lugar no restaurante que eu não sentei ainda. Desta forma posso experimentar olhar para mesmas situações de uma nova forma. Melhor ou pior? Diferente!

E mudar comportamentos que estão instalados a tantos anos, será que é tarefa fácil?

Mudar significa reconhecer que talvez algo não esteja tão bem e que pode ser reavaliado.

É da natureza do ser humano gostar de ver mudanças nos outros e resistir a fazer mudanças em si mesmo. Quando somos confrontados com mudanças e transformações, vemos que algumas das dimensões do ser humano (físicas, emocionais e espirituais) podem ficar apegadas ao passado, causando enorme sofrimento. É a "não aceitação".

O desafio de aceitar as coisas como elas são, e não como nós gostaríamos que fossem, é talvez uma das lições mais difíceis de aprender. Aceitar a realidade é percebido pela maioria das pessoas como fraqueza, conformismo, inatividade e passividade. Mas o sentido da aceitação é muito mais amplo que isto.

Se estou no leme do meu barco, defino meu destino e velejo numa direção que escolhi, estou "com as rédeas da vida" em minhas mãos. Eu tenho o poder de mudar meu rumo ou minha velocidade. De seguir meu curso ou parar.

Mas, se no meio do percurso vêm ventos inesperados e rajadas súbitas ou correntezas imprevisíveis, eu preciso aceitar esta nova situação. Tenho que aceitar que talvez planejei mal meu trajeto, ou pode ser mesmo que o que está ocorrendo estava fora de qualquer previsão.

Estando nesta realidade, a não aceitação significa ficar se criticando pela falta de planejamento ou reclamar de fatores incontroláveis. Isto agrega algum valor? Faz diferença ficar reclamando?

Aceitar a realidade significa reconhecer um erro ou uma imprevisibilidade, mas, acima de tudo, agir em cima da nova realidade, definir o que será feito como próximo passo e agir conforme a decisão.

Aceitar uma realidade não significa que você deva "gostar" da nova situação. Significa reconhecer que aquele momento é especial, é perfeito, pois está nos mostrando uma lição nova que precisamos aprender. Chorar pelo passado ou sonhar pelo que as coisas poderiam ter sido não leva a nada.

Por isso, da próxima vez que algo incomodar não gaste energia reclamando, mas pense no que pode mudar com esta situação? O que eu posso aprender? Como posso me transformar permitindo que a pedra bruta se lapide com este sofrimento?

E mãos à obra, não tenha medo de mudar!!!!


Como diz um amigo meu: "Quem fica parado é poste"!!!!!!









PRAZER DE VIVER


 

A vida é um dom de Deus. Descobrir o Prazer de Viver é a melhor maneira de aproveitar os dons e talentos oferecidos por Deus.

O exercício do Prazer de Viver é fruto da capacidade de semear amor e paz, acolhendo o próximo e partilhando o sorriso em cada passo da caminhada.

Prazer de Viver é descobrir como a psicologia e a espiritualidade pode auxiliar o crescimento nos momentos de sofrimento, de dor e tristeza. Porque a natureza humana nunca deixará de experimentar dificuldades e obstáculos. A maneira como são encarados, enfrentados e superados os momentos delicados determina e nutre o verdadeiro “Prazer de Viver”.

Cada pessoa deve aproveitar todas as oportunidades oferecidas para “conhecer melhor a si mesmo”, porque a época é de constantes mudanças e rápidas transformações. A dinâmica da vida, a velocidade das informações e as influências externas provocadas por um mundo globalizado estão exigindo atualização permanente, estudos e conhecimentos amplos, permitindo tanto uma interação mais profunda, como exigindo uma busca do equilíbrio interior necessário.

Para entender a importância do amor próprio sem cair na prisão do egoísmo, o Prazer de Viver pede momentos para informações, estudos, reflexões e aprofundamentos, através de participações em cursos, palestras, conferências, trocas de experiências de vida.

Todos são chamados a entender o cenário da realidade histórica e conhecer o contexto contemporâneo, com alegria e talento, com energia e zelo ético.

O desenvolvimento da consciência do Prazer de Viver passa por desafios crescentes, porque exige um mergulho pessoal no cotidiano e cuidados com o corpo físico, com os pensamentos da mente e a suavidade da alma.

Alimentar com riqueza de sentidos e ações o Prazer de Viver passa pelo aprofundamento das questões culturais e psicológicas, os aspectos físicos e de saúde, a educação dos filhos e o relacionamento familiar e interpessoal, visando proporcionar um crescimento renovador e motivador.

Prazer de Viver implica em estabelecer estratégias inteligentes de convívio. Não se alienar. Não apagar ou sufocar os sonhos. Aprender diariamente e sempre. Desenvolver a habilidade de tratar os próprios sentimentos e vivenciar as emoções. Então, dosando prudência e coragem, ciência e paciência, fé e ação, esperança e confiança, o Prazer de Viver será o ideal da caminhada para a morada eterna.









Viver Não Dói

 

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,

mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer,
apenas agradecer por termos conhecido
uma pessoa tão bacana,
que gerou em nós um sentimento intenso
e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.

Sofremos por quê?

Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos
de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos,
por todos os filhos que gostaríamos de ter tido juntos e não tivemos,
por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco,
mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema,
para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco,
mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela
nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional.


Carlos Drummond de Andrade









Para Refletir

 

ABRAÇANDO A IMPERFEIÇÃO

 

 

Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, na hora do jantar.
E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho muito duro.
Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, lingüiça e torradas bastante queimadas defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato.
Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.
Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.
Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada.
E eu nunca esquecerei o que ele disse:   “Baby, fica tranqüila, eu adoro torrada queimada."
Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:
"- Companheiro, sua mãe teve hoje um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas também não são perfeitas. Assim como eu também não sou um melhor empregado, ou cozinheiro!"
O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.

  

"As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as acolheu e valorizou."









ESTRATÉGIAS MENTAIS

 

 

O que você deve fazer de dentro para fora:

 


Pense sempre, de forma positiva. Toda vez que um pensamento negativo vier à sua cabeça, troque-o por outro! Para isso, é preciso muita disciplina mental. Você não adquire isso do dia para a noite; assim como um "atleta", treine muito.


Não tenha medo de nada e ninguém. O medo é uma das maiores causas de nossas perturbações interiores. Tenha fé em você mesmo. Sentir medo é acreditar que os outros são poderosos. Não dê poder ao próximo.


Não se queixe. Quando você reclama, tal qual um ímã, você atrai para si toda a carga negativa de suas próprias palavras. A maioria das coisas que acabam dando errado, começa a se materializar quando nos lamentamos.


Risque a palavra "culpa" do seu dicionário. Não se permita esta sensação, pois quando nos punimos, abrimos nossa retaguarda às opressões que trazem a melancolia.


Não deixe que interferências externas tumultuem o seu cotidiano. Livre-se de fofocas, comentários maldosos e gente deprimida. Isto é contagioso. Seja prestativo com quem presta. Sintonize com gente positiva e alto astral.


Não se aborreça com facilidade e nem dê importância às pequenas coisas. Quando nos irritamos, envenenamos nosso corpo e nossa mente. Procure conviver com serenidade e quando tiver vontade de explodir, conte até dez.


Viva o presente. O ansioso vive no futuro. O rancoroso vive no passado. Aproveite o aqui e agora. Nada se repete tudo passa. Faça o seu dia valer à pena. Não perca tempo com melindres e preocupações, pois só trazem doenças.


A água purifica. Sempre que puder vá à praia, rio ou cachoeira. Em casa, enquanto toma banho, embaixo do chuveiro, de olhos fechados, imagine seu cansaço físico e mental e que toda a carga negativa está indo embora por água abaixo.


Ande descalço quando puder, na terra de preferência. Em casa, massageie seus pés com um creme depois de um longo dia de trabalho. Os escalde em água morna. Acrescente um pouco de sal para se descarregar.


Mantenha contato com a natureza; tenha em casa um vaso de plantas pelo menos. Cuide dele com carinho. O amor que dedicamos às plantas e animais acalma o ser humano e funciona como relaxante natural.


Ouça músicas que o façam cantar e dançar. Seja qual for o seu estilo preferido, a vibração de uma canção tem o poder de nos fazer sentir vivos, aflorando a nossa emoção e abrindo o nosso canal com alegria.


Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.  

 

Liberte-se!!!

 

Sempre que puder livre-se da rotina e pegue a estrada, nem que seja por um único dia.

 

Conheça novos lugares e novas pessoas.

 

Viva a Vida!!!!!


Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando,

vivendo que esperando porque:

 

"Embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

 

O medo nos afasta das derrotas... mas das vitórias também!!!!!!